Início

A Viola

Afinações

Agenda

Biblioteca

Blog do Angelim

Cifras

Discografias

Encordoamento

Fogão à Lenha

Fotos

Links Interessantes

Luthieria

Mestres Poetas

Mestres Professores

O Sagrado e o Profano

Porta Aberta

Rio Abaixo

Tablaturas

Videoteca

Violas, Minhas Violas

Violeiros

Cercada de muito mistério e muitas lendas a afinação Rio Abaixo mexe com a criatividade de todos os violeiros que se atrevem a usá-la.

 

Em Rio Abaixo o violeiro ganha uma sonoridade única, com um som forte e encorpado. Afinada normalmente em Sol Maior podemos sentir a diferença logo no primeiro acorde tocado.

 

Mas encontrar material sobre essa afinação é muito difícil. Uma trabalheira só. Todos os violeiros que gostam dessa afinação sofrem por igual quando precisam estudar.

 

Por conta disso resolvi lançar minha rede por vários remansos para buscar do fundo do rio tudo o que possa ajudar um violeiro a navegar por águas mais tranqüilas e extrair toda a beleza dessa afinação.

 

E como diria Mestre Paulo Freire, “...eu vou descendo rio abaixo, sinhá”.

 

 

 

Acordes Maiores

Acordes Maiores Naturais para viola afinada em Rio Abaixo.

 

Acordes Menores

Acordes Menores Naturais para viola afinada em Rio Abaixo.

 

Acordes Maiores com Sétima

Acordes Maiores Naturais com Sétima para viola afinada em Rio Abaixo.

Acordes Menores com Sétima

Acordes Menores Naturais com Sétima para viola afinada em Rio Abaixo.

 

Aqui estão alguns desenhos de acordes utilizados para tocarmos em Rio Abaixo. Lembre-se sempre que a maneira de se construir um acorde varia muito e cada violeiro tem sua preferência. Por isso entender um pouco sobre a teoria da construção de acordes é tão importante.

 

Lembro ainda que em um acorde não precisamos tocar sempre todas as suas notas. Isso vai muito do som que queremos tirar e do sentimento que desejamos transmitir. Dessa forma a pratica é que levará o violeiro ao som tão desejado.

 

Aprenda alguns acordes, misture com um pouco de solos e ponteios, respire fundo e boa viagem.

 

 

Escala Duetada em Sol Maior

Escala Duetada em Sol Maior para viola afinada em Rio Abaixo.

 

Como diria Catullo “a gente pega na viola que ponteia e a canção é a lua cheia a nos nascer no coração”.

 

Pontear a viola. Nada soa mais violeiro do que essa expressão. Pontear é tocar por pontos, ou seja, posições pré-definidas no braço da viola.

 

Para isso precisamos das escalas de ponteio. As Escalas Duetadas. Ou os Bicordes, como também são conhecidos.

 

Abaixo a relação de como se pontear a viola em Rio Abaixo utilizando a escala de Sol Maior. Lembre-se que as posições, ou pontos, variam conforme a escala utilizada. E brincar com as escalas duetadas é uma das melhores maneiras de se estudar a viola.

 

 

1° Ré

2° Si

3° Sol

4° Ré

5° Sol

Rio Abaixo em Sol (G)

1° Mi

2° Si

3° Sol

4° Ré

5° Sol

Rio Abaixo Alterada (G6)

A viola em Rio Abaixo é normalmente afinada em Sol Maior (G), porém existem violeiros que mudam um pouco o curso desse rio.

Almir Sater usa a Rio Abaixo Alterada (Sol Maior com Sexta, ou G6) e também já encontrei gravações do grande mestre Manoel de Oliveira, o Seo Manelim, em Fá Sustenido (F#).

Por isso fique com seu ouvido sempre atento se sentir algum tipo de dificuldade para tirar músicas em Rio Abaixo. Pode ser alguma pequena mudança desse tipo.

 

 

 

Angelim

Conheça o livro

Roda de Viola

Armazém do

Angelim

Produção

Clique na imagem ao lado e conheça o livro Uma Viola Rio Abaixo, escrito para todos os violeiros que desejam desvendar os mistérios dessa belíssima afinação.