Início

A Viola

Afinações

Agenda

Biblioteca

Blog do Angelim

Cifras

Discografias

Encordoamento

Fogão à Lenha

Fotos

Links Interessantes

Luthieria

Mestres Poetas

Mestres Professores

O Sagrado e o Profano

Porta Aberta

Rio Abaixo

Tablaturas

Videoteca

Violas, Minhas Violas

Violeiros

Cada qual tem seu talento e sua missão. Tem gente com habilidade pra trabalhar madeira e fazer árvore virar sonho. Outros já pegam esse sonho e com maestria nos dedos fazem música de embalar a alma. Daí vem outros que com um dom divino colocam as palavras numa ordem tão certa de perfeita que criam poemas e poesias que são verdadeiras viagens em navios de papel.

 

Desses poucos, tem ainda os que falam do campo e do mato com sentimento tão bonito que achei por bem registrar por aqui. Estão tão próximos dos violeiros quanto suas próprias violas.

 

Poetas com versos de saudade, de terra, de sabedoria, de viola e de vida.

 

 

 

João Guimarães Rosa

Sô João é homem nascido nas Minas Gerais. Suas obras são verdadeiros livros sagrados para os violeiros. Seu jeito inteligente de escrever é um mergulho por entre serras e veredas.

Passear pelas histórias de Guimarães Rosa é um conseguir ler, não com os olhos, e sim com a alma e o coração.

e um vaga-lume lanterneiro que riscou um psiu de luz

Catullo da Paixão Cearense

Esse grandioso mestre, com nome de italiano e sobrenome de Cearense, nasceu na verdade em São Luiz, no Maranhão.

Os versos de Catullo refletem um sentimento de amor ao sertão e ao sertanejo por demais difícil de ser encontrado por esse mundo de Deus.

“...Mas porém, a gente via,

no fundo daqueles óio,

a hora da Ave-Maria,

gemendo nas corda fria

das viola do sertão!!!...”

 

 

 

Gildes Bezerra

Mestre Gildes nasceu na Paraíba e cresceu no ventre da Serra da Mantiqueira, sul de Minas Gerais.

Os versos de Gildes Bezerra são uma viagem das mais belas pelos encantos de Minas. Um passeio pelas veias da Serra da Mantiqueira, o coração verde do sul das Gerais.

“Esta estrada eu não sei prá onde vai,

eu só sei: ela sai do sul de Minas Gerais ...”

Cora Coralina

Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, mestre das letras, do sentimento e da beleza do simples, nasceu em Cidade de Goiás, estado de Goiás.

Mulher de gostos simples, doceira por profissão, criada no interior de Goiás e mesmo sem receber influências literárias brindou o mundo com versos dos mais belos e com o verdadeiro sabor da alma.

“O saber se aprende com os mestres.

A sabedoria, só com o corriqueiro da vida.”

 

 

 

Patativa do Assaré

Antônio Gonçalves da Silva, nasceu em Assaré no Ceará.

Além de cantor e compositor, Patativa do Assaré, como ficou conhecido, era poeta e improvisador nato. Sua poesia se confundia com o campo e o sertão e sua importância para nossa cultura é indiscutível.

Setembro passou, com oitubro e novembro,

já tamo em dezembro.

Meu Deus, que é de nós?

 

Angelim

Conheça o livro

Roda de Viola

Armazém do

Angelim

Produção