Início

A Viola

Afinações

Agenda

Biblioteca

Blog do Angelim

Cifras

Discografias

Encordoamento

Fogão à Lenha

Fotos

Links Interessantes

Luthieria

Mestres Poetas

Mestres Professores

O Sagrado e o Profano

Porta Aberta

Rio Abaixo

Tablaturas

Videoteca

Violas, Minhas Violas

Violeiros

É por demais falado que violeiro pra tocar com ligeireza faz pacto com o dito cujo. Só que nesse mundo violeiro tem uma coisa que pouca gente sabe. Sempre que uma viola amanhece desafinada, com as corda solta, sem motivo de explicar, pode escrever por escrito que foi saci que passou bulindo o trem.  E foi.

 

E daí tem um outro pacto muito do mal contado, sô!

 

Alguns mestres, nascem com o dom divino de pegar uns pedaço de madeira e transformar em objeto de arte. Da mão desse povo sai viola de primeira linha, linda demais da conta, toda brilhosa, chorona, perfeita. Esses são os Luthiers. Verdadeiros artesãos de Deus.

 

Mas é aí que tem o tal trem. Como o danado do espoleta do saci conhece da arte de desafinar viola como ninguém, ensinou pra alguns poucos a arte de deixar a viola com um som tão limpo que parece sabiá cantando logo cedo.

 

Eu ainda não sei como eles conseguem fazer esse tal acordo, mas se um dia você quiser fazer uma viola de arrepiar a alma, procure por Luthier que fez pacto com saci. Só assim vai conseguir ter uma viola que, ao contrário do saci, não mente e não desafina.

 

 

 

Luciano Queiroz

Esse fez minha viola e eu posso falar sem dúvida alguma. Ele é do grupo dos melhores. Conhece todos os segredos da luthieria.

E digo mais, fiquei sabendo que tem dois sacis que moram debaixo da oficina dele.

 

Vergilio Lima

Esse é outro que joga no time dos grandes mestres. Luthier de primeira grandeza. Dispensa maiores comentários.

E fica mais do que tranqüilo, ele conhece tudo de viola e de saci.

 

Braz da Viola

Se não bastasse as violas que o Braz faz ele ainda resolveu abusar um pouquinho mais. Construiu a oficina num lugar tão bonito que parece um pedaço do céu.

Eu ouvi dizer que isso foi só malandragem pra atrair saci pro lado dele. E pelo jeito deu certo, sô.

 

Marcos Evangelista

Numa cavalgada pelas bandas do Goiás um redemoinho derrubou meu chapéu e seguiu serpenteando na minha frente, como se quisesse me guiar.

Como não tenho medo de saci, segui o trem e acabei descobrindo um mestre artesão dos bão, cumpanheiro da sacizada toda lá de Goiânia.

Êita!

 

 

Angelim

Deseja divulgar seu trabalho? Deixe seu recado aqui.

Dida da Viola

Um dia um saci danado de esperto, que eu resolvi soltar, me contou que lá pro lado de Ituiutaba tinha um caboclo bão, que havia conquistado a confiança da sacizada toda.

E não é que dessa vez o danado tava falando a verdade, sô? Esse moço faz viola que é um trem de boa.

 

Paulo Augusto - Viola de Minas

Sempre que eu vou pra Minas Gerais levo minha viola. Na hora da cantoria, se você prestar atenção, sempre tem saci arrudiando.

Alí na minha região tem saci pra mais de metro. Um turma deles fez amizade com seu Paulo, e ensinaram pra ele todos os truques pra fazer viola mais do que boa.

Salve a Viola de Minas!

 

Roberto Portes

Um cadinho pra cá do ponto onde o Ribeirão dos Toledos deságua no Rio Piracicaba, lá em Santa Barbara D’Oeste, tem uma curva mais apertada e bem depois tem um poço fundo.

Se você olhar bem nessa curva, atrás do pé de ipê, sai uma trilha de saci. São tudo cumpadre de Sô Roberto.

O homem encantô a sacizada de um jeito, que além de passar o segredo de fazer a viola com o som purinho, eles ainda canta tudo junto com Sô Roberto no Dia de Reis.

Só mestre que é mestre consegue isso, uai!

 

Conheça o livro

Roda de Viola

Armazém do

Angelim

Produção

Saci

Você achou mesmo que eu não ia colocar o saci aqui?

Esse menino é ciumento pra mais de metro, sô. Se ele fica bravo não tem viola que pare afinada.