Início

A Viola

Afinações

Agenda

Biblioteca

Blog do Angelim

Cifras

Discografias

Encordoamento

Fogão à Lenha

Fotos

Links Interessantes

Luthieria

Mestres Poetas

Mestres Professores

O Sagrado e o Profano

Porta Aberta

Rio Abaixo

Tablaturas

Videoteca

Violas, Minhas Violas

Violeiros

Postado por Angelim em 02/12/2006

Tem Dó que é Sustenido

.

Tava hoje com minha viola. Todo dia é assim. Como que uma lua-de-mel sem fim. Brinca, descobre, entende e aprende. E sempre sai arguma coisa diferente. É interessante por demais. Nunca uma música sai igual. Sempre dá pra fazê novidade. Ocê toca a mesma música cem vêz. Todas diversamente diferente.

 

Quando tô com música nova no tacho, eu primeiro sigo o sentimento. Segundamente os ouvido. Só pra depois buscá sabe que escala danada eu tô usando. E foi justo nessa hora, numa das ocasião dos descobrimento de hoje, que eu fiquei usando uma escala diferente. Passei a perguntar: “Porque que o dó é sustenido?”.

 

Tudo na vida tem ligadura. Se ocê para pra fazer comparação sempre tira proveito. Olha o tar do dó sustenido. As bolinha da escala num carecia de simbolo nenhum. Podia ser só bolinha mesmo. Um monte de linha e bolinha. Tudo igual. Mas já pensou? Que trem mais sem cor! Por isso o dó é sustenido. Por que tem nota, que pra viver numa escala e transmitir todas as belezura dela, precisa de arguma bolinha mais diferente do lado. Achar nota em escala de viola é quiném procurá uma pessoa pra virá nosso dó sustenido. Toda nota tem sua escala, toda escala tem a nota certa pra o sentimento que mora dentro dela.

 

E num é que naquela música nova, o dó num era mesmo sustenido?

 

Té!

.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário aqui.

Angelim

Conheça o livro

Roda de Viola

Armazém do

Angelim

Produção