Início

A Viola

Afinações

Agenda

Biblioteca

Blog do Angelim

Cifras

Discografias

Encordoamento

Fogão à Lenha

Fotos

Links Interessantes

Luthieria

Mestres Poetas

Mestres Professores

O Sagrado e o Profano

Porta Aberta

Rio Abaixo

Tablaturas

Videoteca

Violas, Minhas Violas

Violeiros

Entender o que fala o caipira não é tarefa fácil. Quem nasceu, ou morou no interior, tem mais facilidade. Mas quem vem de fora, sofre.

 

É mais que um dialeto. É um idioma esculpido por séculos e séculos. Uma forma especial de descrever o mundo e de se expressar.

 

Pra começar a tentar entender tudo isso, passe seus olhos por este dicionário e aprenda algumas palavras.

 

Num fica acabrunhado não, sô! Chega ser engraçadimais e ajuda a evitar um forfé danado na hora de proseá com o caipira. Némêmo?

 

Abancar-se: sentar-se

Abênça: pedir a benção

Abestalhado: tolo, abobalhado

Acabrunhado: envergonhado

Acavalado: disforme, grandalhão, avantajado

Acochar: rosquear

Acoitar: esconder

Agorá: desejá o mal

Agrado: um presentim

Aguacêro: bastante água. (ex: “Não deu prá ir lá, tava o maior aguacero na estrada.”)

Amancebado: amigado, juntado

Antisdonte: antes de ontem

Aprontar: fazer sexo (ex: “Creuzodete embuchou porque aprontô com o noivo”)

Arreda: dar espaço (ex: “Arreda prá lá, sô!”)

Atarracado: pequeno

Até na orêia: repleto, cheio, demais

Avuado: distraído

 

 

 

Badacama: debaixo da cama

Bafafá: bate-boca.

Baita: grande, bonito

Balofo: gorducho.

Banzé: briga, encrenca

Bãodimais: muito bão mess

Bardeá: carregar

Batê perna: sair, passear

Beiço: lábio

Belzonti: capital duistadiminnss

Berrano: gritando

Bestage: bobagem

Bicha: lombriga

Birrento: mininu marcriado

Bucho: barriga

 

 

Cabôco: uma pessoa

Cacunda: designação para costas. “Esse trem pesado me deu dor na cacunda”

Cadim: umez qui cadiquim, ou só um pouquim

Cafundó: lugar longe dimais

Cambada: um mondigente

Cambito: perna fina

Campiá: procurar

Carcar: colocar alguma coisa a força

Carecer: precisar

Carniça: pessoa chata

Carpí: capinar

Casopô: caixa de isopor

Catá no pulo: apanhar no flagrante

Catiça: mau olhado, azar

Catombo: calombo, caroço

Caudisquê: por causa de quê

Chamêgo: namoro

Chique no úrtimo: elegante, bem vestido

Chispá daqui: ir embora

Chorá as pitanga: lamuriar-se

Chuçar: cutucar

Coió: bobo

Confórfô eu vô: conforme for, eu vou

Cósca: cócega

Cuidadaí: prestenção aí, sô

 

 

 

Dendapia: dentro da pia

Denduforno: dentro do forno

Descochar: desrosquear

Desembestiá: desgovernar-se, sair correndo

Desenxavido: sem graça, feio, velho, desajeitado

Desmilinguido: deteriorado, mau aspecto

Deu: de mim (ex :larga deu, sô !)

Deusde: desde. Ex: 'Eu sô magrelin deusde rapazin!'

Diação: judiação

Disguêio: atravessado

: pena, compaixão (ex: ôh dó)

Dôdestombago - dor de estômago

Doidimais: doido demais

Donconvim: de onde que eu vim?

 

 

Embadapia: debaixo da pia

Emborná: bolsa de por no ombro

Embuchar: engravidar

Emburrar: fazer coisa de burro.

Émezzz: minerim querêno cunfirmá

Empacota: morrer

Emperiquitado: enfeitado.

Emprenhar: engravidar

Encher lingüiça: enrolar

Enfezado: nervoso

Engraçadimais: muito engraçado

Enxotá: mandar embora

Escangaiado: estragado

Esgueio: de lado, de raspão

Espía: ver

Espinhela caída: dor, problema na coluna

Estorvá: atrapalhar

 

 

 

 

Festá: participar de festa

Fidumaégua: diz-se ao caboclo que não se comporta bem

Fincá: cravar

Finiquito: tremeliques

Fiote de cruiz credo: muito feio

Forfé: confusão

Fôrgo: fôlego

Fuá: encrenca

Fúça: cara, rosto

Fuçá: vasculhar, procurar

Futricar: fazer fofoca

Fuzarca: folia

 

Gaiato: engraçado

Gandaia: depravação

Garrô: pegou, começou, realizou

 

Impreita: contrato de uma obra

Impricar: cismar

Incuado: resistente

Inhaca: mau cheiro

Inté: até

Intojado: metido

Intorná: derramar

Iscândelo: escândalo

Iscodidente: escova de dentes

Ispía: óia, vê direitin

Isturdia: otru dia

 

Jabiraca: mulher valente

Jacá: cesto de palha ou taquara

Jisgifora: Cidadi pertin du Ridijanero.

Jururú: triste, quieto

 

Angelim

Conheça o livro

Roda de Viola

Armazém do

Angelim

Produção